Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Buscai o Reino de Deus e sua justiça

02/03/2011

26-27/02/2011

8° Domingo do Tempo Comum
Is 49,14-15 / Sl 61(62) / 1Cor 4, 1-5 / Mt 6, 24-34

 

Tema:" Buscai o Reino de Deus e sua justiça"

Nesse 8° domingo do tempo comum, somos convidados a ser o povo da nova aliança, buscando, em primeiro lugar, o Reino de Deus e sua justiça. esta é a prioridade número um para os cristãos.

O Reino é dom e exigência. Através da nossa oração diária chamamos confiantes: "Venha a nós o vosso Reino". Na eucaristia sentimos que nosso Deus não nos abandona nem nos esquece, demonstrando por nós um amor de mãe por seus filhos e filhas.

Isaías 49, 14-15: O exilio, a perda da terra e da liberdade são frutos do esquecimento de Deus. Isaías diz que não. Será que a mãe esquece o seu Bebê? O Profeta Isaías antecipa o retorno dos exilados da Babilônia. Há um clima de esperança, apesar do povo não acreditar em Deus haveria de reconduzir à terra. Na lógica humana, o sentimento do exilado é de abandono.

Sl 61(62): O salmista canta: "Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que vem a salvação". Vale a pena confiar em Deus: ele resgata a dignidade da pessoa.

1Coríntios 4, 1-5: As comunidades de Coríntio deram muita dor de cabeça ao seu fundador, Paulo. Ele foi até caluniado. Mas ele diz que vão prestar contas da administração aos seu Senhor.

Evangelho Mt 6, 24-34: Faz parte do Sermão da Montanha e enfatiza a opção pela justiça do Reino. Essa deve ser a prática dos cidadãos do Reino.

Jesus faz duas advertências: chama a atenção dos ricos em face do perigo do dinheiro e, os pobres sobre as suas vãs preocupações. Os cidadãos do Reino devem fazer uma opção entre os tesouros da terra e os tesouros do céu, entre as trevas e a luz, entre Deus e o dinheiro. "Não tenha outros deuses diante de mim" (Ex 20,3).

Jesus faz um alerta sobre o poder escravizador que o dinheiro exerce sobre as pessoas. Deus ajuda e liberta; o dinheiro escraviza e divide.

Deus não abandona seus filhos e filhas: "olhem os pássaros do céu, eles não semeiam, não colhem... no entanto, o Pai que está no céu os alimenta".

Busquem em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça. Jesus não diz que não é importante se preocupar com comida, a saúde, a veste, o que ele quer mostrar é que a construção do Reino de Deus e a justiça são os valores absolutos.

O necessário para a vida virá junto com essa justiça como o fruto natural da árvore boa.

Queremos celebrar em comunhão com as pessoas empenhadas na construção de uma nova sociedade, fundada nos valores do Reino: partilha, solidariedade, respeito pela cultura, diálogo com o diferente, justiça e paz.

Jacareí, 26/27 de fevereiro de 2011
Pe. José Afonso de Souza
Pároco

Fonte: Projeto Nacional de Evangelização, n° 14 - CNBB
            Bíblia Sagrada, edição Pastoral - Paulus.

Voltar

 
| Política de privacidade