Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
A Igreja Testemunha a Presença do Deus Conosco

07/06/2011

05/06/2011

Ascensão do Senhor

At 1,1-11 / Sl 46(47) / Ef 1,17-23 / Mt 28,16-20

Tema: A Igreja testemunha a Presença do Deus Conosco

Celebrar a partida de Jesus para o Pai é senti-lo eternamente presente na vida das pessoas e da comunidade cristã. Ele não se afastou criou sua morada em nosso meio, pois ele é o Deus-Conosco.

Com a festa da ascensão de Jesus entramos no sentido mais profundo da sua ressurreição e da missão que ele nos confiou, cabe agora a nós mostrá-lo presente mediante o testemunho (At 1,1-11).

Ele, Deus elevou todas as pessoas e o universo. São Leão Magno escreve: "a Ascensão do Cristo é a nossa ascensão".

Jesus Cristo foi elevevado aos céus, mas continua sempre presente em nosso meio. Uma presença sacramental. Estará sempre conosco, até o fim dos tempos.

Nós na força do seu Espirito somos enviados para a missão, começando da Galileia.

O Deus-consoco se revela na comunidade cristã (Mt 28,16-20). O texto ressalta que a Boa Nova da Salvação se destina a todos os povos. A Galileia, regiao onde Jesus havia iniciado sua missão (Mt 28,12-17), é também o lugar do envio dos discipulos para a ação missionaria em todas as nações.

Jesus ressuscitado encontra-se com os discipulos no monte, onde havia proclamado  sua mensagem de libertação (Mt 5 a 7; Lc 4,14-21.31; 9,50). Agora, novamente no monte as palavras de jesus levam os discipulos a superar o medo.

Jesus assegura aos discipulos uma missão que garente a continuidade de seu programa libertador: "IDE, POIS, FAZEI DISCIPULOS ENTRE TODAS AS NAÇÕES, E BATIZAI-OS EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPIRITO SANTO". O batismo significa entrar na vida nova, numa nova relação de comunhão com o Pai através do Filho e o Espirito Santo.

Jesus assegura sua presença no meio dos discipulos. "ESTAREI CONVOSCO TODOS OS DIAS, ATÉ O FIM DO MUNDO" (Mt 28,20). A presença do Senhor, como Emanuel, o Deus-Conosco (Mt (1,23) fortalece os seus seguidores para que permaneçam no caminho trilhado por ele até chegar à glória do Pai. Cristo permanece com os discipulos, guiando-os até a realização plena do Reino.

A primeira leitura (At 1,1-11), é o inicio dos Atos dos Apostolos, descreve a Ascensão de Jesus e a missão dos discipulos. A atividade missionaria é conduzida, como a de Jesus, pela ação do Espirito Santo. Quarenta dias tem um sentido simbólico ligado ao amadureciemnto da fé, preparação dos discipulos para a missão".

A ascensão de Jesus é um apelo para seguir o seu caminho com fidelidade, anunciando sua mensagem de libertação.

A segunda leitura (Ef 1,17-23) acentua que Deus nos concede o espirito de sabedoria, revelando e iluminando os olhos do coração para compreendermos a grandeza do seu poder manifestada em Cristo. A Igreja é chamda a testemunhar a grandeza do seu poder.

Jacareí, 5 de junho de 2011

Pe. José Afonso de Souza

Pároco

Fonte: Projeto Nacional de Evangelização - CNBB, nº 16

           Roteiros Homiléticos - Pe. José Bortolini - Paulus

          Bíblia Sagrada - Edição Pastoral - Paulus

Voltar

 
| Política de privacidade