Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
O nascimento da Igreja

15/06/2011

12/06/2011

At 2,1-11 / Sl 103 / 1Cor 12,3b-7.12-13 / Jo 20,19-23

Tema: O Nascimento da Igreja

O Domingo de Pentecostes recorda o Espirito Santo, dom do Pai, ammor de Deus derramado sobre nós, condição de nossa comunhão no cristo ressuscitado,fonte de transformação pascal de toda realidade. Essa festa ativa em cada um de nós a vocação e a capacidade para o encontro, para o amor, para a união, para a doação, como ppede o proptio Jesus.

Neste dia, o mistério pascal atinge a sua plenitude no dom do Espirito derramado em nossos corações, somos chamados e capacitados para anunciar a Boa Noricia, sem temer perseguição, nem a morte.

No evangelho (Jo 230,19-23) o Espirito Santo aparece como dom do Ressuscitado. Jesus manifesta-se aos discipulos no primeiro dia da semana que evoca a criação. Assim a ressurreição de Jesus marca o inicio de uma nova criação renovada pela graça divina de Jesus que revela sua presença de paz no meio dos discipulos reunidos para celebrar a memória de sua vitória sobre a  morte pela ressurreição.

O local da reunião, com as portas fechadas por causa do medo. As hostilidades e perseguições geram medo e dificuldade no anúncio da Boa Nova da ressurreição de Jesus. A presença do Ressuscitado libverta do medo e fortalece a caminhdada de fé e esperança.

As marcas da paixão revelam os sinais vitoriosos da vida sobre a morte. A palavra de Jesus ilumina a missão dos discipulos: "Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio: Recebei o Espirito Santo" (Jo 20,21-22). O exemplo de Jesus deve animar a missão dos discipulos a serviço do Reino.

O sopro divino lembra Gn 2,7, quando Deus infundiu o dom da vida ao ser humano. O sopro de Jesus caracteriza a vida nova que ressurge de sua ressurreição, capacitando os discipulos para a missão de libertar do pecado, da opressão, com isso possibilita criar um mundo de paz, justiça e fraternidade.

A primeira leitura (At 2,1-11) mostra que o dom do Espirito Santo é derramado sobre os que estavam reunidos para a festa de Pentecostes, lembra a festa da Semana, (sete semanas depois da Páscoa, 50 dias) Ex 34,22.

O dom do Espirito leva a proclamar a salvação a todos os povos, a cada pessoa ems ua língua.

Na segunda leitura (1Cor 12,3b-7.12-13) a ação do Espirito Santo possibilita viver na unidade em meio à diversidade. Os dons do Espirito manifestam-se em beneficio do bem-comum. "Fomos batizados num único Espírito para formarmos um único corpo" (1Cor 12,13).

Jacareí,12 de junho de 2011.

Pe. José Afonso de Souza

Pároco

Fonte: Projeto Nacional de Evangelização - CNBB, n°16

          Biblia Sagrada - Edição Pastoral - Paulus

Voltar

 
| Política de privacidade