Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Deus está presente nas lutas da humanidade

10/08/2011

19° Domingo Comum

1Rs 19,9a.11-13a / Sl 84(85) / Rm 9,1-5 / Mt 14,22-33

Tema: "Deus está presente nas lutas da humanidade"

Como é bom estarmos juntos e sentir que Jesus está aqui com a gente. " Ele está no meio de nós", repetimos vários vezes durante a celebração. Ele está no meio de nós, animando-nos com sua Palavra e fortalecendo-nos com o Pão da vida. Assim, fortalecidos hoje pelo Cristo-Palavra e pelo Cristo-Pão, iniciamos uma nova semana de convivência e sgerviço fraterno: na familia, na escola, no trabalho, no lazer, no repouso, em cada passo de nossa vida.

Nesta semana festejamos alguns santos: dia 8(oito), São Domigos, dia 9(nove) Edith Stein, dia 10(dez) o diácono dos pobres, São Lourenço, dia 11(onze) Santa Clara de Assis, irmã dos pobres e companheira de Francisco de Assis.

Domingo passado estivemos com Jesus em um lugar deserto e afastado, onde ele nos ensinou, na prática, um importante segredo do Reino de Deus... partilhando o pouco que se tem, todos terão até de sobra.

Depois da multiplicação e da partilha da pequena reserva de pães e peixes, Jesus pediu para os discipulos irem à sua frente. Ele, porém, ficou ainda por ali, se despediu do povo. Depois que o povo foi embora, Jesus foi rezar sozinho, lá no alto do morro. A noite chegou e ele continuava lá, sozinho a conversar com o Pai.

A barca dos discipulos se perdia de vista. Ondas muito fortes, ameaçadoras amedrontavam os discipulos. Pela madrugada, eles avistam o vulto de alguém andando sobre o mar agitado. "Um fantasma". O pavor toma conta deles, a ponto de gritarem de medo. "Coragem! Sou eu. Não tenhais medo". Pedro pede uma prova. Quer caminhar sobre as aguas, duvida e começa a afundar. Jesus o toma pela mão e os dois sobem no barco e o vento se acalma. Então os discipulos cairam de joelhos e disseram: "Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus".

Este acontecimento traz a figura do Profeta Elias. Longe da fúria de Jezabel, no monte Horeb faz uma profunda experiencia da presença de Deus. Não a faz em meio a violência, nem do vento, nem do terremoto, nem no fogo, mas na brisa suave ele sente que Deus vence com as armas da Paz.

Então o Salmo 84(85) faz sentido: Do meio de violência estarrecedora, imploramos: "MOSTRAI-NOS, Ó SENHOR, VOSSA BONDADE, E A VOSSA SALVAÇÃO NOS CONCEDEI".

Quem dera que os violentos entendessem que a vida não se consegue pela violência, mas pela paz de Deus revelada em Cristo Jesus.

Deus vem ao nosso encontro principalmente nos momentos de necessidades. O Deus dos Profetas e de Jesus é aquele que toma a defesa dos pobres e dos fracos.

Jacareí, 07 de agosto de 2011

Pe. José Afonso de Souza

Pároco

Fonte: Sinopse dos Quatro Evangelhos - Paulus

          Projeto Nacional de Evangelização - CNBB - N°17

          Biblia Sagrada - Edição Pastoral - Paulus

         Roteiros Homiléticos - Pe. José Bortolini - Paulis

Voltar

 
| Política de privacidade