Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
"O RESSUSCITADO : VIDA NA COMUNIDADE CRISTÃ"

15/04/2012

15/04/2012 

2º DOMINGO DE PÁSCOA

At 4,32-35/ Sl 117 (118)/ 1Jo 5,1-6/ Jo 20, 19-31

TEMA: “O RESSUSCITADO: VIDA DA COMUNIDADE CRISTÔ 

Atos dos Apóstolos:  “Retrato da comunidade cristã”

 Primeira carta de São João: “De onde nasce a comunhão entre os cristãos” cristãos”  cristãos”                                                                                                Evangelho de São João: “A nova criação” 

Jesus ressuscitado está presente na comunidade, dando início à nova criação. Estamos no 2º domingo do Tempo Pascal. Tempo no qual celebramos a ressurreição do Senhor, como único e grande dia, que se estende desde o domingo da Páscoa ao domingo de Pentecostes (  /  ). * “Os cinquenta dias entre o domingo da Ressurreição e o domingo de Pentecostes sejam celebrados com alegria, como se fossem um só dia de festa, como um grande domingo”. Jesus ressuscitado vai ao encontro e manifesta-se à comunidade reunida de portas fechadas e lhe deseja a paz: “A paz esteja convosco!” Ele mostrou os sinais da paixão  nas mãos e no lado. O Ressuscitado é o crucificado! E repete: “A paz esteja convosco!” A comunidade acolhedora do Ressuscitado tem a missão de construir a paz, impulsionada pelo Espirito Santo. Missão que se traduz na construção de novas relações reconciliadas pelo perdão. Tomé está ausente e não crê no testemunho da comunidade. Durante uma semana ele sustenta sua opinião e para crer no Ressuscitado, exige provas. Novamente, durante a reunião da comunidade, o Senhor Ressuscitado se manifesta, saudando:  “A paz esteja convosco!” Sem repreendê-lo, Jesus convida Tomé a averiguar os sinais de sua paixão. Ante a evidência de ser o “Senhor crucificado e ressuscitado”, Tomé exclama: “Meu Senhor e meu Deus!”, Jesus completa com a mensagem final: “creste porque me viste. Bem-aventurado os que não viram e acreditaram!”. Felizes são todos aqueles que, sem terem vistos, sem exigir provas materiais, acreditaram que Jesus está no meio de nós e é o mesmo que morreu crucificado.                                                      

O livro dos Atos dos Apóstolos ressalta que a experiência de amor da comunidade de fé no Senhor Ressuscitado manifesta-se no espírito de comunhão fraterna e na partilha dos bens. A comunidade, alicerçada no amor fraterno e na partilha dos bens, constitui-se em testemunho da presença do Ressuscitado entre os seus discípulos , ao longo dos tempos.                                                   

 Na segunda leitura São João diz que pelo batismo nos tornamos “filhos e filhas de Deus” e irmãos uns dos outros. Não se pode amar a Deus, sem amar aqueles de quem ele é Pai. O sinal que atesta a caridade fraterna é a observância dos mandamentos de Deus. Quem cumpre a vontade de Deus, o Espírito Santo o levará ao conhecimento de toda a verdade sobre Jesus, o Filho de Deus, crucificado e ressuscitado.                                             

Pe. José Afonso de Souza   

Jacareí, 15 de abril de 2012

Fonte: Projeto Nacional de Evangelização, nº 21 – CNBB                                         

Roteiros homiléticos, Pe. José Bortolini – Paulus  Paulus                                                                                                                           Bíblia Sagrada, Edição Pastoral – Paulus Paulus                                                                                                                                 Bíblia de Jerusalém - Paulus

Voltar

 
| Política de privacidade