Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
EU SOU A VIDEIRA, VOÇÊS SÃO OS RAMOS

06/05/2012

06/05/2012

QUINTO DOMINGO DE PÁSCOA

At 9, 26-31; Sl 22 (21); 1Jo 3, 18-24; Jo 15, 1-8

TEMA: “EU SOU A VIDEIRA, VOCÊS SÃO OS RAMOS”

Em seu discurso, Jesus usa a comparação da videira, a planta que dá uva. Para um ramo ou um galho poder  dar fruto é necessário que ele fique unido ao tronco e que, de vez em quando, passe por uma boa poda. A comunidade é como uma videira. Por vezes, ela passa por momentos difíceis. É o momento da poda, necessário para que ela produza mais frutos.                                          

Para entender bem todo o alcance desta parábola, é importante estudar bem as palavras que Jesus usou. Igualmente importante é você observar de perto uma videira ou uma planta qualquer para ver como ela cresce e como acontece a ligação entre o tronco e os ramos, e como o fruto nasce do tronco e dos ramos.

JOÃO 15, 1-2: “JESUS APRESENTA A COMPARAÇÃO DA VIDEIRA”

No Antigo Testamento, a imagem da videira indicava o povo de Israel (Is 5, 1-2). O povo era como uma videira que Deus plantou com muito carinho nas encostas das montanhas da Palestina (Sl 80, 9-12). Mas a videira não correspondeu ao que Deus esperava. Em vez de uvas boas deu um fruto azedo que não prestava para nada (Is 5, 3-4). Jesus é a nova videira, a verdadeira. Numa única frase ele nos entrega toda a comparação. Ele diz: “Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor. Todo ramo em mim que não produz fruto, ele o corta. E todo ramo que produz fruto, ele o poda!”. A poda é dolorosa, mas é necessária. Ela purifica a videira, para que cresça e produza mais frutos.

JOÃO 15, 3-6: “JESUS EXPLICA E APLICA A PARÁBOLA”

Os discípulos já são puros. Já foram podados pela palavra que ouviram de Jesus. Até hoje, Deus faz a poda em nós através da sua Palavra que nos chega pela Bíblia e por tantos outros meios. Jesus alarga a parábola e diz: “Eu sou a videira e vocês são os ramos!”. Não se trata de duas coisas distintas: de um lado a videira, do outro, os ramos. Não! Videira sem ramos não existe. Nós somos parte de Jesus. Jesus é o todo. Para que um ramo possa produzir fruto, deve estar unido à videira. Só assim consegue receber a seiva. “Sem mim vocês não podem fazer nada!”. Ramo que não produz fruto é cortado. Ele seca e é recolhido para ser queimado. Não serve para mais nada, nem para lenha!

JOÃO 15, 7-8: “PERMANECER NO AMOR”

Nosso modelo é aquilo que Jesus mesmo viveu no seu relacionamento com o Pai. Ele diz: “Assim como o Pai me amou, também eu amei vocês. Permaneçam  no meu amor!”.  Ele insiste em dizer que devemos permanecer nele e que as palavras dele devem permanecer em nós. E chega a dizer: “Se vocês permanecerem em mim e minhas palavras permanecerem em vocês, aí podem pedir qualquer coisa e vocês o terão!”. Pois o que o Pai mais quer é que nos tornemos discípulos e discípulas de Jesus e, assim, produzamos muito fruto.

Pe. José Afonso de Souza

Jacareí, 06 de maio de 2012

Fonte: Raio – X da vida – Carlos Mesters, Mercedes Lopes e Francisco Orofino - CEBI

Voltar

 
| Política de privacidade