Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
“PODEM NOS TIRAR TUDO MENOS A ESPERANÇA”

16/12/2012

16/12/2012

3º DOMINGO DO ADVENTO

Sf 3,14-18a; Sl (Is 12,2-3,4bcd.5-6 (R/.6); Fl4,4-7; Lc 3,10-18

-

-

TEMA: “PODEM NOS TIRAR TUDO MENOS A ESPERANÇA”

-

No Evangelho de hoje (Lc 3,10-18), as pessoas que estão à margem da sociedade acolham a palavra de Deus anunciada por João. “Que devemos fazer?”, perguntam as multidões, os publicanos e os soldados. A resposta de João Batista exige radicalidade a ser demonstrada no cuidado com os necessitados. Para João conversão consiste em praticar a Justiça e a fraternidade (3,10-14).

A pregação de João apresenta elementos que Jesus, também vai utilizar em seu ensinamento. Zaqueu vai devolver metade de seus bens com os pobres (19,8).

A ação e o testemunho de João fazem renascer a expectativa da vinda do Messias, isto é, o Ungido de Deus, para restaurar a vida do povo. João se considera inferior ao escravo mais humilde, encarregado de desatar as correias das sandálias. O batismo de João simboliza a conversão e prepara para receber o definitivo em Cristo. Como Messias, “Jesus batizará com o Espírito Santo e com fogo”, realizando plenamente as promessas da salvação.     A imagem da pá, separando o trigo da palha, é o sentido radical do anúncio profético de esperança que prepara o tempo novo. Jesus de Nazaré, traz a Boa Nova da salvação, transformando as situações que impedem o crescimento do Reino. Sua presença libertadora anuncia a chegada do Reino de Deus que traz alegria e paz, sobretudo, às pessoas marginalizadas.

A profecia de Sofonias (3,14-18a), na primeira leitura, convida à alegria e ao júbilo, pois o Senhor manifestou sua presença de salvação no meio do povo. A sentença foi revogada, e foram afastados os poderosos e opressores que causaram destruição e exílio. A ação do Senhor suscita novas lideranças, a partir de um povo pobre e humilde que confia na presença do amor. A presença do Senhor consola e encoraja na missão de reconstruir a identidade e o país: “Não temas o Senhor está no meio de ti. Ele se compadece, ama e se alegra por ti, como nos dias de festa”.

O Salmo é o cântico de Isaías 12, uma ação de graças ao Senhor, que se revela como salvação no meio do povo.

Na segunda leitura (Fl 4,4-7), Paulo convida os filipenses a exultar de alegria pois o Senhor está próximo. Paulo ensina a testemunhar o Evangelho com alegria, em meio as provações, à experiência da prisão, por causa de Cristo (1,12-26). A comunidade, enquanto aguarda a vinda do Senhor, deve ser identificada pela bondade, pela solidariedade. A comunidade  é chamada a confiar suas necessidades ao Senhor em oração, súplicas e ação de graças, confiando plenamente na sua palavra.

 Pe. José Afonso de Souza

 Jacareí, 16 de Dezembro de 2012

 

Fonte:  Projeto Nacional de Evangelização, nº 24 – CNBB

                                     

Roteiros homiléticos, Pe. José Bortolini, Ano C – Paulus

Voltar

 
| Política de privacidade